EUA pedem que cidadãos americanos ‘evitem as cidades-satélites do Distrito Federal à noite’

Por um documento do Departamento de Estado, os Estados Unidos recomendam que os cidadãos americanos em Brasília “evitem as cidades-satélites do Distrito Federal durante a noite”. As Regiões Administrativas, assim como o Setor Hoteleiro da região central, foram consideradas “perigosas e inseguras” pelo relatório repassado por meio da Embaixada Norte-Americana na capital federal.

Publicado no dia 10 de março deste ano, o documento estudou os dados criminais dos estados que ficam no distrito pelo qual a embaixada em Brasília é responsável: Amazonas, Acre, Rondonia, Mato Grosso, Goias, Para, Tocantins, Amapa, Roraima e o Distrito Federal. Ele aponta o crime como uma das maiores preocupações do Brasil, especialmente em cidades grandes.

Em Brasília, o Departamento de Estado alerta para crimes nas ruas durante a noite que preocupam estrangeiros e brasileiros, tais como furtos e roubos armados. As cidades-satélites apresentam ‘potencial significativo para assaltos’ na visão dos americanos, assim como pontos turísticos e terminais de transporte público. Quanto ao crime organizado, “existe, mas em menor escala comparada ao Rio de Janeiro e São Paulo”.

No mesmo documento, os EUA também aconselham os americanos para evitar ônibus e outras formas de transporte público, pois “passam por áreas com taxas elevadas de crime e são suscetíveis a roubos”. Eles alertam ainda para a possibilidade de sequestros-relâmpago na hora de sacar dinheiro no caixa-eletrônico.

A embaixada americana em Brasília apenas confirmou que esse é um procedimento do governo americano, que disponibiliza em seu site informações e orientações para sua população que pretente viajar.

Dicas para evitar golpes

Entre os esquemas utilizados por golpistas no Brasil, o relatório cita os falsos sequestros por telefone, a clonagem de cartões de crédito, roubos e estupros após o ‘Boa noite Cinderela’, e a compra de produtos roubados ou contrabandeados nas ruas e feiras das grandes cidades.

O Departamento de Estado dos EUA recomenda que os turistas fiquem alertas aos arredores nas ruas, além de não reagir a tentativas de assalto e não deixar a mostra bens pessoais valiosos como joias ou câmeras fotográficas.

 

FONTE: R7


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *