DF recebe 23 profissionais pelo programa Mais Médicos

A Secretaria de Saúde recebeu, nesta segunda-feira (8), 23 médicos que atuarão nas equipes de Estratégia Saúde da Família (ESF). Os profissionais fazem parte do programa Mais Médicos, do governo federal, e atenderão nas unidades básicas de saúde (UBS).

Para o titular da pasta no DF, Humberto Fonseca, esse reforço ajudará a capital federal a aumentar a cobertura de saúde da família. “A cobertura, que antes era de 28%, hoje está em 50%. A nossa meta para junho é chegar a 70%”, informou.

 

Atualmente, Brasília tem 102 médicos do programa, distribuídos nas Regiões de Saúde, exceto a Centro-Norte, que não possui equipes. Além do atendimento aos pacientes, os profissionais fazem curso de especialização e aperfeiçoamento na atenção básica.
Os médicos recebem do Ministério da Saúde uma bolsa de pouco mais de R$ 11 mil mensais. Já a Secretaria de Saúde paga, por profissional, R$ 600 por mês em auxílio-alimentação e R$ 1,5 mil para auxílio-moradia.

Mudança no perfil dos profissionais do Mais Médicos
Segundo o diretor do Departamento de Planejamento e Regulação da Provisão de Profissionais de Saúde do Ministério da Saúde, Denilson Campello, ao longo do programa os perfis dos profissionais foram mudando.

“No início, tínhamos quase 14 mil cubanos atuando no Mais Médicos. Agora, este número caiu para 8 mil. Tal mudança foi devido à maior adesão dos profissionais brasileiros”, disse Denilson.

No acolhimento, o coordenador-geral do programa Mais Médicos do Ministério da Saúde, Paulo Ricardo, apresentou as principais informações sobre o programa e as responsabilidades dos médicos.

“O programa visa aumentar a cobertura da atenção básica em todo o País. Como o nome já diz, a intenção é ter mais médicos atuando nas equipes de Saúde da Família”, destacou Paulo.

 

FONTE: Agência Brasília


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *