Bancos de leite do DF procuram doadoras para suprir estoque 42% abaixo do ideal

O governo do Distrito Federal lançou campanha para pedir doações de leite materno, motivado pelo baixo nível do estoque nesse fim de ano. O volume atual, em torno de 15,1 mil litros, representa apenas 58% dos 36 mil litros considerados “ideais”. Segundo o GDF, cada pote doado alimenta até dez bebês.

De acordo com a Secretaria de Saúde, o leite coletado de janeiro a novembro deste ano foi suficiente para alimentar 9.676 bebês. Nesse período, 5.258 mães realizaram doações.

Em 2016, a pasta registrou um total de 5.381 doadoras. Os dois números, segundo o governo, ficam abaixo da média anual de 5.550.

Para reverter o quadro, o governo passou a pedir doações em campanhas publicitárias e nas redes sociais. Segundo a coordenadora dos Bancos de Leite Humano da pasta, Miriam Santos, a iniciativa tem “surtido efeito”.

“Conseguimos que novas doadoras entrassem no início de dezembro e esperamos melhorar o resultado até o fim deste mês”, afirma.

A coordenadora afirmou ainda que, anualmente, entre 300 e 400 mães se comprometem com a doação.

De acordo com o governo, o Distrito Federal tem uma média de 55 mil nascimentos por ano nas redes pública e particular de hospitais.

“Estamos atingindo em torno de 10% da população-alvo. É preciso reforçar para as mulheres a importância desse gesto”, disse Miriam.

Como doar leite
A Secretaria de Saúde aconselha que as mulheres que queiram doar sigam algumas regras para poder coletar leite sem riscos às crianças que vão recebê-lo.

Primeiro é necessário higienizar o frasco de vidro que vai receber o leite. Depois é preciso que a mulher lave as mamas apenas com água e seque com uma toalha limpa.

Para que o leite saia com mais facilidade, o ideal é massagear os seios em movimentos circulares. Após armazenar o leite no pote, é preciso fechar bem e estocar no congelador – mas não pode passar de 15 dias.

Para doar, é preciso ligar para o Corpo de Bombeiros, no número 160, opção 4, fazer um cadastro e agendar o melhor horário para que a coleta seja realizada. Ela sempre acontece de segunda a sexta-feira, pela manhã.

 

FONTE: G1/DF.


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *