Faixas exclusivas do DF geram 5.442 multas durante liberação por greve no Metrô

Durante os 40 dias de greve dos metroviários, as faixas exclusivas ficaram liberadas para circulação de veículos. Entre 9 de novembro e 19 de dezembro, no entanto, foram aplicadas 5.442 multas a automóveis que circularam nas áreas normalmente restritas.

Segundo o Detran e o DER, se algum condutor tiver sido multado “por engano” ao circular nas faixas exclusivas, a autuação será cancelada. Basta procurar uma agência do órgão que emitiu a multa.

As 5.442 multas incluem quem trafegou nas pistas administradas pelo Detran (W3 Sul e Norte e Setor Policial Sul) e pelo DER (EPTG e EPNB). Por outro lado, o número também leva em conta faixa exclusiva do BRT (na Epia Sul e na Epar), onde as fiscalização não chegou a ser suspensa.

O G1 pediu, mas o Detran informou que o setor de estatísticas não faz a separação das multas por cada rodovia. Apenas agrupa as infrações por tipos – neste caso, o de desrespeitar o artigo 184 do Código de Trânsito. Por isso, não é possível fazer um levantamento detalhado.

O diretor-geral do Detran, Silvain Fonseca, estima que a maior parte desse número seja representado por motoristas que trafegaram na faixa do BRT. Outra explicação é a existência de pessoas que dirigiram com excesso de velocidade na faixa exclusiva.

Neste caso, o pardal libera a circulação na faixa, mas “flagra” o desrespeito ao limite de velocidade. “Infelizmente nós vimos isso. Abusavam achando que estava tudo liberado”, afirmou Fonseca.

Segundo o diretor, quando há a decisão de liberar o trânsito na faixa exclusiva, todos os profissionais dos órgãos de trânsito são avisados. A mesma coisa acontece com as empresas terceirizadas que controlam os pardais. Assim, eles são “calibrados” para poupar os motoristas.

O que diz o artigo 184:

Transitar com o veículo:

  • Na faixa ou pista da direita, regulamentada como de circulação exclusiva para determinado tipo de veículo, exceto para acesso a imóveis lindeiros ou conversões à direita. Infração: leve. Penalidade: multa.
  • Na faixa ou pista da esquerda regulamentada como de circulação exclusiva para determinado tipo de veículo. Infração: grave. Penalidade: multa.
  • Na faixa ou via de trânsito exclusivo, regulamentada com circulação destinada aos veículos de transporte público coletivo de passageiros, salvo casos de força maior e com autorização do poder público competente. Infração: gravíssima. Penalidade: multa e apreensão do veículo. Medida Administrativa: remoção do veículo.

FONTE: G1/DF


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *