Órgão vai atrasar divulgação de banca para concurso

Carlos Gandra/CLDF

Quem está ansioso para prestar o concurso da Câmara Legislativa terá que esperar mais um pouco para saber qual será a banca examinadora. Diferentemente do que foi publicado pelo site da CLDF na última sexta-feira, 2, a empresa que realizará o certame não foi anunciada na quarta-feira, 7.

A Secretaria-Geral da Casa retificou a informação e disse que só em 10 ou 15 dias será possível conhecer a banca vencedora. O motivo do desencontro é que ainda estão sendo feitas instruções ao processo e somente depois de todas as etapas a análise será levada para deliberação da Mesa Diretora.

O desencontro de informações começou ainda com a divulgação do número de vagas. Em princípio, foram anunciadas 88 e, em seguida, a quantidade foi reduzida para 86.

 

Para os concurseiros, saber quem aplicará as provas é importante, porque aponta o padrão e formato que as questões e os gabaritos terão, como o peso de erros e acertos no preenchimento dos mesmos. Outros interessados são os cursinhos preparatórios, pois os professores elaboram suas aulas levando em conta as peculiaridades de cada banca.

A banca responsável pela realização do concurso será contratada sem custos para a CLDF, segundo a Casa. As propostas de três empresas já estão sendo analisadas pela Procuradoria-Geral da Câmara.

Após a definição e a publicação da entidade organizadora no Diário da Câmara Legislativa, bem como a assinatura do contrato, a escolhida terá 15 dias úteis para elaborar o edital, seguindo projeto básico estabelecido pela comissão interna da Casa. A expectativa é de que o edital seja lançado ainda este mês.

Salário
As 86 vagas serão distribuídas entre cargos de nível médio e superior (várias formações), como consultor legislativo, consultor técnico-legislativo e procurador. O salário inicial (incluindo gratificações) para nível médio é de R$ 10.143,07, e nível superior, R$ 15.123,30.

A CLDF disse que todo o processo de planejamento e organização do certame observa as normas que regulam a realização de concursos públicos. Assim como estabelece a Lei Geral de Concursos, as provas para o preenchimento de vagas da Câmara Legislativa obedecerão o prazo mínimo de 90 dias após o lançamento do edital.

No último concurso da Casa, cujo edital foi divulgado em 2005, estava previsto o provimento de 78 vagas de nível superior e de 42 de nível médio, além da formação de cadastro de reserva — o que também deverá ocorrer nesta seleção.

Fonte: Metrópoles/Suzano Almeida


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *