Saiba o valor repassado pelo GDF para festas juninas no DF

CCBB/Divulgação – Quadrilha “Si bobiá a gente pimba” está entre as atrações da festa junina do CCBB de Brasília

Na segunda edição do projeto Brasília Junina, inaugurado no ano passado, contrata 40 quadrilhas juninas para participar de festas gratuitas em regiões administrativas. O investimento anunciado pelo GDF é de R$ 900 mil, mais que o dobro do valor do ano passado.

Cada grupo deve receber R$ 12 mil para preparar as apresentações, segundo o governo. Os demais R$ 420 mil serão gastos com infraestrutura e pessoal.

As apresentações começam no dia 16 de junho em Ceilândia e passam pelo Paranoá, Guará, Planaltina, Sobradinho, Taguatinga e Samambaia – onde o circuito se encerra, no dia 23 de julho. Cada região vai receber seis quadrilhas, que vão se apresentar sempre no fim de semana – de sexta a domingo, sendo duas por dia.

Neste ano, o número de quadrilhas contratadas quase dobrou. Em 2016, foram contratados 27 grupos que passaram por cinco cidades – Ceilândia, Itapoã, Paranoá, São Sebastião, Sobradinho e Plano Piloto. O financiamento do governo na época foi de R$ 400 mil, provenientes de emenda parlamentar federal em convênio com o Ministério da Cultura.

Com a ampliação do circuito, o governo espera que o público chegue a 10 mil pessoas por fim de semana. No ano passado, as apresentações de quadrilha atraíram cerca de 4 mil pessoas em cada uma das seis regiões por onde os grupos passaram.

Política de estado

 

Com a ampliação do Brasília Junina, o projeto ganha força de política de Estado, segundo o secretário de Cultura, Guilherme Reis. Para ele, o investimento aplicado nas quadrilhas é uma forma de valorizar a cultura popular e estimular a produção dos festejos juninos na capital. A política está sendo elaborada pela pasta e deve ser apresentada ainda neste mês.

Segundo a subsecretária de Cidadania e Diversidade Cultural, Jaqueline Fernandes, o projeto começou a ser elaborado em 2015 e contou com participação ativa do movimento quadrilheiro do DF para preservar “um dos mais importantes patrimônios imateriais do país”.

Apresentações

Ceilândia
16, 17 e 18 de junho, a partir das 19h
Praça da Administração Regional

Guará
23, 24 e 25 de junho, a partir das 19h
Complexo do CAVE, Guará II – próximo a Administração Regional

Sobradinho
23 de junho, a partir das 14h
Quadra 15, Área Especial 2

Paranoá
30 de junho, 1 e 2 de julho, a partir das 19h
Praça Central – ao lado da Administração Regional

Taguatinga
7, 8 e 9 de julho, a partir das 19h
Taguaparque – Praça do Arimatéia

Planaltina
14, 15 e 16 de julho, a partir das 19h
Estacionamento de Funções Múltiplas – ao lado do Estádio

Samambaia
21, 22 e 23 de julho, a partir das 19h
Praça Central – ao lado do Fórum

Fonte: G1


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *