PM reformado é preso por integrar organização criminosa no DF

Divulgação/PCDF

Um policial militar reformado foi preso na tarde desta quinta-feira, 1º, por integrar uma organização criminosa responsável pelo tráfico de cerca de 1 tonelada de drogas por mês no Distrito Federal. Ele foi detido enquanto estava em casa, em Águas Claras.

De acordo com o delegado Adriano Valente, da Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (DECO), o papel do PM dentro da organização era dar suporte financeiro para a compra de drogas no Paraguai.

Além disso, segundo Valente, ele instruía os membros da organização para que não chamassem a atenção das autoridades, e usava o conhecimento que tinha sobre a instituição para dificultar as investigações da polícia.

“A quadrilha não usava celular, nem fazia ligações telefônicas, por exemplo. Usavam apenas rádio. Eles eram muito organizados e agiam com cautela.”

O homem foi preso em flagrante por porte de ilegal de seis armas de fogo que ele tinha em casa e receptação de uma moto aquática. Na busca e apreensão realizada na residência, foram encontrados R$ 4 mil em espécie, mais de mil munições, um silenciador e dois carros.

A Polícia Civil não informou o valor movimentado pela quadrilha, mas disse que as viagens para buscar a droga no Paraguai eram feitas uma vez por mês. A quadrilha traficava maconha, cocaína, êxtase e armas.

De acordo com o delegado, o suspeito assumiu ser amigo de um dos integrantes da quadrilha que já estava preso, mas negou qualquer relação com a organização criminosa. Ele tem antecedentes criminais por roubo e homicídio e usaria uma carteira profissional falsa, de Procurador da Justiça do Tribunal Superior do Trabalho, cargo que não existe.

Fonte: G1


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *