Deputado precisou ‘escalar’ parede para achar tomógrafo; veja o vídeo

O presidente da CPI da Saúde, o deputado distrital Wellington Luiz (PMDB) precisou usar de sua habilidade física para confirmar que havia um tomógrafo supostamente escondido há mais de um ano e meio em numa sala do Hospital de Base (HBDF). Conforme vídeo que Guardian DF teve acesso, no local onde estava o aparelho não havia acesso. Dessa forma, o parlamentar precisou “escalar” uma parede. Essa “blitz” ocorreu na manhã desta segunda-feira, 31.

Wellington foi parar no HBDF depois de uma denúncia feita pela presidente do SindSaúde, Marli Rodrigues. Segundo publicação no site do sindicato, outras blitz deve ocorrer em outros hospitais. Não se sabe ainda quando.

Justamente por estar “guardado” é que o diretor do Hospital de Base, Júlio César Ferreira Júnior, desconhecia o paradeiro do tomógrafo. Segundo o servidor, o aparelho será analisado para saber se pode ser reativado.


Comentários

  1. Só pra refrescar a memória de todos , esse tomografo está parado no hospital de base desde 2013 , foi matéria de acho que não precisamos escalar muro nenhum para enxergar os problemas na saúde. Pulblica durante dois e meio esse aparelho ficou nos corredores do hospital e nenhum depultado foi lá para saber porque ele ainda não. Estava em operação , agora vem com mais uma cpi da saúde ,sacanagem cade o ministerio pulblico pra agir isso é caso de polícia não de Cpi!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *