Guardian avisou sobre afastamento da Mesa Diretora

Agência Brasília
Agência Brasília

A justiça determinou o afastamento dos integrantes da Mesa Diretora da Câmara Legislativa envolvidos num suposto esquema de corrupção. Em nota publicada no último dia 20, portanto, sábado passado, informamos que o Ministério Público estava juntando documentos e anexaria ao inquérito e que apura o caso. Também seria pedido a justiça que determinasse o afastamento dos deputados da Mesa para evitar obstrução às investigações. Veja abaixo a nota que publicamos:

O Ministério Público do Distrito Federal está acompanhando cada passo dos deputados que integram a Mesa Diretora da Câmara Legislativa. Sobretudo depois de estourar o escândalo de corrupção envolvendo os respectivos parlamentares. As decisões da presidência da Casa, as medidas dos distritais citados. Não passa nada em branco. A ideia é reunir os registros documentados e entregar à justiça pedindo o afastamento de toda a mesa diretora. É uma possibilidade, mas não remota. Pelo contrário. O que o MP receia, é que os depoentes tenham medo de falar tudo que sabem por medo de retaliação.  Por isso anexará esse material ao inquérito, bem avançado, diga-se de passagem.

Hoje pela manhã, policiais civis e promotores de Justiça deflagraram a Operação Dracon, com buscas e apreensões nos gabinetes da Presidência da Câmara Legislativa e dos membros da Mesa Diretora. As casas desses parlamentares também foram alvos da PCDF.

 

São alvo de busca as seguintes pessoas:

Deputados: Celina Leão, Cristiano Araújo, Raimundo Ribeiro, Bispo Renato, Júlio César; além do servidor da CLDF, Alexandre Braga Cerqueira, o ex-servidor Valério Neves Campos e o ex-presidente do Fundo de Saúde do DF Ricardo Cardoso dos Santos.

 


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *