Wasny volta de férias e quer nomeações

Divulgação/Wasny de Roure
Divulgação/Wasny de Roure

Por Elton Santos

Enquanto alguns deputados distritais estão de férias, outros encurtaram o recesso para trabalhar. Afinal, as demandas não tiram folga. Ainda mais quando o assunto é segurança pública. O petista Wasny de Roure vem desde o ano passado hasteando a bandeira da categoria do policiais civis e por isso sentou com o diretor da PCDF, Eric Seba, esta semana.

Eles trataram das nomeações dos aprovados no último concurso. São 424 ( eram 475, mas o governo nomeou 48 agentes e 8 escrivães no ano passado) aptos a trabalhar, pois já passaram pelo curso de formação. Aguardam apenas o nome no Diário Oficial do DF. E quanto mais tempo se passa, maior a frustração.

O governador Rodrigo Rollemberg prometeu, durante campanha, que faria a nomeação logo no primeiro ano de gestão. Porém, não sabia o caos que enfrentaria por falta de recursos.

Embora use a falta de recursos para não nomear, os que defendem a convocação como De Roure e seus pares, Cláudio Abrantes (Rede) e Wellington Luiz (PMDB) sustentam que a medida pode ser feita pelo Fundo Constitucional, recursos rubricados para três áreas específicas (Saúde e Educação), incluindo a segurança. Ou seja, não pode usar esse dinheiro para outra coisa a não ser nas três áreas.

Por isso, mais do que pedir, o parlamentar fará mais. Ele ficou de apresentar uma nova planilha com números atualizados do Fundo Constitucional do DF para contribuir nesse processo e ajudar nas nomeações.


Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *